Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O MELHOR ALUNO DO 5.º ANO DO QUADRO DE MÉRITO 2012/2013


O aluno Vasco Luís Sevinate Pontes Brito Lança pertenceu ao Quadro de Mérito do Agrupamento de Escolas N.º 1 de Beja, no 5.º ano.
Que o nosso colega seja um exemplo para todos!
         MUITOS PARABÉNS!


                                                     A Professora Isabel Montes 

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

"OS PAIS E A ESCOLA": PALESTRA SOBRE O TABACO (5.º C)




Hoje tivemos a visita da Dra. Cristina Duarte na nossa sala de aula, na disciplina de Português. A mãe da Matilde veio falar-nos dos malefícios do tabaco e nós tínhamos muitas perguntas preparadas. 
Foi uma aula diferente e aprendemos muito sobre a história, a composição do tabaco e as suas consequências. 
Quem não fuma, mas frequenta locais de fumadores também pode ter problemas de saúde.
Gostámos muito desta iniciativa. 
Muito obrigada!

                                                                 5.º C


terça-feira, 26 de novembro de 2013

FÁBULAS DE ESOPO: o Touro e a Cabra em português e moldavo 6.º C




video

Sorin lê a fábula em moldavo.

Não é digno de confiança quem se esconde atrás de outros
O Touro e a Cabra
A arma do covarde são as sombras que o ocultam
Certa vez, um touro, fugindo da perseguição de um feroz leão, escondeu-se numa caverna que os pastores costumavam usar para abrigar seus rebanhos durante as tempestades ou ao cair da noite.
Ocorre que um desses animais, uma cabra, que estava escondida na parte de trás da gruta, achando-se dona do lugar, assim que viu o touro entrar, distraído, extenuado e tentando se recuperar do tremendo susto que levara, aproveitando-se da situação, pelas costas, covardemente atacou-o dando-lhe marradas com seus chifres.
Como o leão ainda estava circulando em volta da entrada da gruta, o touro teve que se submeter àquela incompreensível agressão e injustificável insulto.
Então ele disse em tom de alerta:

"Você não acredita que me estou submetendo, sem reagir, a esse injusto e covarde tratamento porque tenho medo de si, não é? Mas prometo-te uma coisa: Quando o leão for embora, aí sim, colocar-te-ei no teu devido lugar, e acredita, disso tenho a mais absoluta certeza, dar-te-ei tamanha lição, que decerto, enquanto viveres, jamais a irás esquecer."
Moral da História:
Maldade mais profunda e desumanidade igual não há, do que tirar vantagem sobre os outros, aproveitando-se de um momento de vulnerabilidade.


terça-feira, 12 de novembro de 2013

O PAPAGAIO E A MINHOCA (Na edição do Diário do Alentejo de 22/11/2013)





O papagaio e a minhoca

Era uma vez um papagaio e uma minhoca. O papagaio era muito elegante e sabia voar, coisa que naquela altura era moda. A minhoca era muito feia e só sabia rastejar e, coitada, todos gozavam com ela.
Certo dia, o papagaio foi a casa da minhoca entregar um convite: «Olá! Tu queres vir ao concurso “Rasteja bem e depressa”? É já amanhã, às 15h, perto do grande sobreiro. Não faltes! Assinado: Super Rastejante»
Mas, claro que isto era uma partida, pois era um concurso de voadores e o convite tinha sido escrito pelo papagaio.
No dia do concurso lá foi a minhoca com esperança de ganhar. Colocou-se no local de partida, mas olhando ao seu redor e quando começaram a contar “3, 2, 1”, a minhoca percebeu que tinha sido enganada, pois todos os concorrentes tinham asas e voavam.
Ela, por breves instantes, entristeceu, porém quis provar ao papagaio que conseguia fazer o que quisesse. Assim, encheu-se de força e conseguiu voar, pois a sua força de vontade era tanta que subiu alto e ganhou a corrida.
No final, a minhoca foi perguntar ao papagaio por que é que ele a tinha enganado e o papagaio muito envergonhado respondeu:
- Porque eu queria ser ainda mais popular, desculpa!
- Não faz mal. Vendo o lado positivo, agora já sei que consigo voar.
E assim ficou tudo bem. A minhoca conseguiu ficar popular e o papagaio também, pois já o era e nunca mais mentiu.

MORAL: “Não duvides das capacidades dos outros.”


                                                                  Matilde Salgado, 5.º C
                                                                 
                                                                  Continuação de bons textos!
                                                                   Professora Isabel Montes


Nota: Também pode ser lido no jornal Diário do Alentejo já nesta sexta-feira, dia 22 de novembro de 2013 (página 27).




  
                                       Em nome da autora e da turma,
                                                  obrigado, DA!


sábado, 9 de novembro de 2013

Ondjaki vence Prémio José Saramago





     O escritor angolano Ondjaki, de 36 anos, com o romance "Os transparentes", é o vencedor do Prémio José Saramago 2013, no valor de 25.000 euros. A distinção foi anunciada hoje, no mesmo dia em que é publicado o seu novo livro, "Uma escuridão bonita", com ilustrações de António Jorge Gonçalves. É também o segundo galardão que o escritor recebe este ano, depois do Prémio Fundação Nacional do Livro Infantil.
   Esta é a oitava edição do galardão, instituído pela Fundação Círculo de Leitores, que distingue autores com obra editada em língua portuguesa, no último biénio, menores de 35 anos à data de publicação da obra.
   O júri, presidido por Guilhermina Gomes, do Círculo de Leitores, foi constituído pela poetisa Ana Paula Tavares, Manuel Frias Martins, da Universidade de Lisboa, Maria de Santa Cruz, da Universidade de Aveiro, Nazaré Gomes dos Santos, da Universidade Autónoma de Lisboa, pelos escritores Nélida Piñon e Vasco da Graça Moura e por Pilar del Río, presidente da Fundação José Saramago.
   A obra "Os transparentes" foi publicada em 2012 pela Editorial Caminho e, segundo Vasco Graça Moura, surpreende pela "maneira como a sua utilização da língua portuguesa é, não só capaz de captar com a maior naturalidade as mais diversas situações num contexto social tão diferente do nosso, mas comporta em si mesma fermentos de uma inovação que espelha com força e realismo um quotidiano vivido na sua trepidação e também funciona eficazmente ao restituí-lo no plano literário".
   A presidente da Fundação Saramago afirma, por seu turno, que "ao lermos 'Os transparentes' temos a sensação de estar a ler uma literatura inaugural".
   "Sabemos que não é assim, que Angola tem grandes escritores e que muitos fazem do português em África um idioma sólido, versátil e belo, e que também Ondjaki faz parte de uma poderosa constelação", salienta Pilar del Río.
   Segundo a sinopse da obra, publicada pela Caminho, no romance, "de novo aparece Luanda - a Luanda atual do pós-guerra, das especificidades do seu regime democrático, do 'progresso', dos grandes negócios, do 'desenrasca' - como pano de fundo de uma história que é um prodígio da imaginação e um retrato social de uma riqueza surpreendente".
   Paulo José Miranda, Adriana Lisboa, José Luís Peixoto, Gonçalo M. Tavares, Valter Hugo Mãe, João Tordo e Andréa del Fuego foram os nomes premiados com este galardão nas edições anteriores.


Ler mais: http://expresso.sapo.pt/ondjaki-vence-premio-jose-saramago=f839420#ixzz2kAw0WAQq

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

A EUFRAMIGA e o ORFIMELO

Mais uma das fábulas do 5.º C:

Imagem retirada da net.

A Euframiga e o Orfirmelo

Era uma vez uma formiga que se chamava Euframiga. Vivia no formigueiro 1995, em Moçambique.
A formiga, depois de um longo dia de trabalho, estava sentada no sofá a ver a sua teleformiga preferida “A aguarela formigueira”, de repente caiu-lhe um pingo em cima da cabeça. Jogou a pata à cabeça e sentiu um líquido viscoso e peganhento. Olhou para cima e viu uma língua muito comprida. Quase ia morrendo de susto!
Valente como ela era, puxou a língua e ouviu, logo de seguida, um grito de dor. Foi então que percebeu que era o papa-formigas Orfirmelo que a tentava apanhar, porque estava cheio de fome.
 Saiu então do seu formigueiro e correu correu, mas o Orfirmelo ainda correu mais depressa e estava quase a agarrá-la quando... zapp... tropeçou e a sua língua ficou toda enrolada num tronco de árvore.
Vendo a aflição do Orfirmelo, a Euframiga teve pena dele. Ajudou-o a libertar-se e ficaram os dois amigos.


Moral: Não devemos fazer mal a ninguém, pois o mal que se faz aos outros pode virar-se contra nós.
            
                                                                              Carolina Costa


Continuação de bons textos!
Prof.ª Isabel Montes


Nota: Também pode ser lido no Diário do Alentejo já nesta sexta-feira, dia 8 de novembro de 2013 (página 27).





OS REPÓRTERES DO 6.º A

reportagem é um conteúdo jornalístico, escrito ou falado, baseado no testemunho direto dos fatos e situações explicadas em palavras e, numa perspectiva atual, em histórias vividas por pessoas, relacionadas com o seu contexto. Os nossos repórteres saíram à rua, i.e., visitaram o Jardim Público; outros debruçaram-se sobre assuntos do seu interesse e foi uma aula bem interessante... Eis alguns dos momentos:


A Joana e a Matilde já no final da sua Grande Reportagem, no Jardim Público de Beja.

 O João Parreira e o criador Notch, programador sueco do popular jogo Minecraft.
O João gosta tanto do Jogo Minecraft que criou o Canal no Youtube «O MineCraft do Bananas».
Visitem-no e subscrevam o Canal do vosso colega e amigo! :-)

 Vasco Brito Lança e a sua original reportagem. Até parecia um verdadeiro jornalista!

 Parabéns a todos!
Professora Isabel Montes

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

A PEGA E O PAPAGAIO (Fábula)


Após o estudo de algumas fábulas, os alunos recriaram outras. Eis a fábula da Matilde Chaves do 5.º C:




A PEGA E O PAPAGAIO

Era uma vez um papagaio que vivia numa casa grande, perto de uma floresta. A sua dona era rica e adorava joias, principalmente rubis.
            O papagaio já farto de nada fazer, resolveu planear uma fuga. Então o papagaio pensou antes de partir:
 -Tenho de levar dinheiro para ter uma vida boa como aqui, mas como posso fazer isso?
 Então o papagaio olhou em seu redor e viu o rubi preferido da sua dona. Decidiu roubá-lo e, assim, partiu para a floresta.
            Enquanto voava, o papagaio estava feliz por poder comprar o que quisesse com o rubi.
Entretanto já cansado de voar, o papagaio pousou. E sem ele saber uma pega olhava para ele, pois pretendia o rubi.
            A pega achava-se esperta, foi ter com ele e elogiou-o:
 - Mas que divinas penas que tem! Pode dar uma volta?
 - Oh! Obrigado! Claro que dou uma volta! – respondeu o papagaio.
O papagaio todo vaidoso deu uma volta. Quando a pega se preparava para roubar o rubi, o papagaio com as suas grandes penas da cauda deixou cair o rubi para um buraco. A pega ficou infeliz juntamente com o papagaio, vendo que não o conseguiriam encontrar.


MORAL DA HISTÓRIA: NÃO QUEIRAS SER FELIZ COM A INFELICIDADE DOS OUTROS. 




Continuação de bons textos!
Prof.ª Isabel Montes


Nota: Também pode ser lido no Diário do Alentejo de 23 de outubro de 2013 (p. 27).

                 

domingo, 6 de outubro de 2013

AGORA O ESCRITOR ÉS TU!


     Neste ano letivo, a VISÃO Júnior lança um novo desafio a todas as escolas do ensino básico: continuarem uma história de um autor português.



Ler maishttp://visao.sapo.pt/agora-o-escritor-es-tu=f751435#ixzz2gxUght19






        Bons textos! 

                          Professora Isabel Montes


terça-feira, 24 de setembro de 2013

RECURSOS DIDÁTICOS





     Em GRAMÁTICa.pt encontras materiais didáticos, textos, documentos e fóruns temáticos para consulta, para esclarecimento de dúvidas de caráter científico e pedagógico sobre o conhecimento explícito da língua. 

                       Bom trabalho!


                                            A professora Isabel Montes 


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

BIBLIOTECA DIGITAL


Clica na imagem.

Aqui podes ler alguns livros, tendo em conta a tua idade, 
 e responder aos desafios que te são apresentados.

BOAS LEITURAS!


Nota: Se aparecer publicidade, fecha o separador da mesma.


segunda-feira, 16 de setembro de 2013

ANO LETIVO 2013/2014


Sejam bem-vindos 5.º C; 5.º E; 6.º A e 6.º C! 

O novo ano chegou e juntos iremos estudar PORTUGUÊS para que, no final, digamos CONSEGUIMOS!


Clica na imagem e vês o calendário escolar.

«Tenha em mente que tudo o que você aprende na escola é trabalho de muitas gerações. Receba essa herança, honre-a, acrescente "a ela" e, um dia, fielmente, deposite-a nas mãos de seus filhos.»


BOM TRABALHO e MUITO SUCESSO!

sábado, 20 de julho de 2013

FÉRIAS COM LEITURAS




      Agora, a merecida pausa chegou e vamos viajar também com os livros. É que a leitura enriquece-nos o espírito! 
    Vão até à Biblioteca da cidade ou do lugar onde estão a passar as férias e requisitem livros.
     Deixo-vos aqui uma lista do  PNL para o 6.º ano, mas podem ler outros livros. Peçam sugestões aos entendidos e aos amigos devoradores de boas leituras.
    Ah! E por que não fazem também um diário? 

Boas férias e divirtam-se!

                                                           A professora Isabel Montes

sexta-feira, 14 de junho de 2013

GR@MATIC - PREPARA-TE PARA O EXAME DE PORTUGUÊS



Meus alunos, não se esqueçam de ter como base de trabalho as várias propostas em http://www.gave.min-edu.pt e aqui também encontram exercícios para praticarem sobre a classe dos verbos (Fechem as janelas da publicidade) e as funções sintáticas (Distinguir complemento-oblíquo do-modificador-grupo-verbal by  ).

Em relação às provas de aferição dos anos anteriores, vejam este link e podem também praticar.

Enviei para o correio eletrónico a correção dos exercícios do Caderno de Atividades. É mais um bom elemento de trabalho. Por favor, passem a mensagem aos colegas.


Estudem e tenham confiança que tudo vos correrá bem!



Cliquem na palavra destacada (azul).

Não se esqueçam de ler e escrever a nossa língua com correção.


terça-feira, 28 de maio de 2013

POEMA A DOZE MÃOS (Supera-te 5.º C)




Imagem retirada da net.

O livro tem folhas,
 folhas são como uma pena
leve, leve; pena leve.
Leva-me para as cataratas
Do  paraíso onde estará
 o meu futuro de araras brancas,
num voo espacial com flor,
terra, água, ar, fogo,
amizade e amor.

                                       Autores:                               
                                André Fernandes
                          André Colaço
                           Beatriz Palma
                                Bernardo Mestre
                                Fernanda Pontes
                                                Isabel Montes (Professora)




terça-feira, 21 de maio de 2013

Menção Honrosa no Concurso «Uma aventura literária... 2013»

O 5.ºA, na disciplina de Português, participou no concurso "Uma Aventura Literária …2013" promovido pela Editorial Caminho e recebeu uma Menção Honrosa pelo trabalho apresentado pelas alunas Joana Florentino e Matilde Guerreiro, na modalidade de texto. PARABÉNS!
 
 
Imagem de Isabel Montes
 
Estas alunas receberam ainda o livro História de Portugal de Pedro Cardim, Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, da Editorial Caminho.
 


segunda-feira, 4 de março de 2013

A PRINCESA TRANSFORMA-SE EM SAPO

Imagem retirada da net .

  

Há muitos anos, num reino muito distante, havia um rei que fizera muitas festas para procurar noivo para a sua filha, a princesa Diana. Ela era muito bonita. Só tinha um problema, não gostava de nenhum noivo que o pai lhe mostrara.
Um dia, numa daquelas festas que o pai organizara, ela já estava farta de ver príncipes e foi para o seu quarto. Como estava muito irritada, foi para a varanda do seu quarto, até que uma voz esganiçada e rouca se ouviu:
- Precisas de alguma coisa, minha linda?- disse a voz.
- Quem és tu? O que queres de mim? - disse a princesa nervosa e trémula.
- Só quero o teu bem, minha linda?
- Não percebo? Se fores mais um daqueles príncipes...
- Não, não sou. Eu vou-me mostrar, mas tu não te podes rir- disse a voz saído de trás dos cortinados.
De trás dos cortinados saiu um sapo verde e viscoso.
- Eu disse-te que não era um príncipe. Foi uma bruxa que me transformou num sapo. Só se me deres um beijo...
- Só um?
- Sim, só um.
PFF!!!! A princesa trasformou-se num sapo.
- Como é que vamos voltar ao normal?!- disse a princesa aos gritos.
- Já sei, vamos fazer uma poção que eu me lembro que a bruxa tinha no seu livro.
- Por mim, pode ser.
- Então a receita era:
três ramelas de cada um
oito unhas dos pés
sete gramas de saliva de sapo
cinco gramas de ranhoca
- Que nojo!-disse a princesa.- Mas está bem.
Eles fizeram a poção e derramaram sobre eles e PFF!!!!!
Voltaram a ficar humanos. Ela apaixonou-se por ele e ele por ela. Casaram e tiveram muitos príncipes e princesas.

                                                                                             Joana Florentino 5. ºA

sábado, 2 de março de 2013

MOMENTOS DE POESIA DO 5.º A


Imagem de Isabel Montes
(casaco bordado, contador de histórias, pela mãe da Sofia Martins.
 Ah! As mãos são da Sofia e da Mariana. ;-))
 

A amizade é especial
Especial é quando sentimos amor e conforto
Conforto é o calor da nossa amizade
Amizade é o que nós sentimos
Sentimos algo muito importante
Importante é ter amigos verdadeiros
Verdadeiros são os sonos que temos
Com os amigos.
                                      AMIGOS DO CORAÇÃO!!!


                                                                    Trabalho realizado por: Sofia Martins e Mariana Santos do 5ºA
2012/2013



Na primavera vêm os passarinhos
Passarinhos que voam pelo céu


Céu azul com um sol maravilhoso
Maravilhoso é o teu sorriso
Sorriso esse que ilumina o meu
                             caminho
 
Imagem retirada da net.                                                  Caminho que percorro na estrada da vida
Vida que é bela e colorida

Colorida para encontrar o teu sorriso ao fim do dia
Dia lindo e encantado com este tempo
Tempo de sol e calor nesta primavera

Matilde, 5.º A
2012/2013

 



quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

GOSTAR É...

No projeto SUPERA-TE, os alunos criaram uma poesia.

Imagem retirada da net.

Gostar é…

Amar;
                 Sonhar;
Sofrer, 
                          mas superar;
        Elogiar;
                             Desejar;
Acarinhar;
                    Alegrar;
                                                    Beijar;
                         Abraçar;
                                                      Oferecer flores 
       Passear;
                                   Ajudar;
Preocupar;
                                            Comunicar os sentimentos:
                                                                GOSTO DE TI!
            Cuidar;
                                       Ser AMIGO.


Beatriz Delgado, 5.º D
Daniela Lopes, 5.º D
Diogo Costa, 5.º D
Joana Santos, 5.º D
Paulo  Marques, 5.º D

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

CARNAVAL É UMA FESTA...

 
Imagem retirada da net
 
Carnaval é uma festa que se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.. Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica em 590 d.C. É um período de festas regidas pelo ano lunar no cristianismo da Idade Média. O período do carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou do latim "carne vale" dando origem ao termo "carnaval". Durante o período do carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice,Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas. Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo, como São Paulo, Tóquio e Helsinque.
O carnaval do Rio de Janeiro está atualmente no Guinness Book como o maior carnaval do mundo, com um número estimado de 2 milhões de pessoas, por dia, nos blocos de rua da cidade.Em 1995, o Guinness Book declarou o Galo da Madrugada, da cidade do Recife, como o maior bloco de carnaval do mundo.
No Carnaval em Portugal existe uma grande tradição carnavalesca. Os mais importantes carnavais portugueses são o de Estarreja, da Madeira (de onde saíram os imigrantes que haveriam de levar a tradição do Carnaval para o Brasil), Ovar, Loures (remonta a 1934 e tem o maior grupo de carnaval organizado do país, "Mastronças"), Podence, Loulé, Sesimbra, Sines, Elvas (chamado de Carnaval Internacional de Elvas) e Torres Vedras que juntamente com o Carnaval de Canas de Senhorim é um dos mais antigos de Portugal.
O carnaval de Canas de Senhorim tem perto de 400 anos e tradições únicas como os Pizões, as Paneladas, Queima do Entrudo, Despique entre outras.
Nos Açores, mais propriamente na ilha Terceira, reside uma das formas mais peculiares do Carnaval em Portugal, as Danças e Bailinhos de Carnaval. Esta tradição, tida como a maior manifestação de teatro popular em Portugal, remonta ao tempo dos primeiros povoadores e reflete um estilo teatral bem ao jeito dos Autos vicentinos.
Em Lazarim, pertencente ao concelho de Lamego, decorre anualmente o Carnaval mais genuinamente português, mantendo bem vivas tradições ancestrais que perduram ao longo dos tempos. (…) Em todos os desfiles de carnaval do país existem também um padrinho e uma madrinha que apadrinham esses mesmos desfiles, desfilando pelas ruas do local. Antes do carro alegórico dos padrinhos existem também escolas de samba que atuam atrás de outros carros alegóricos nas ruas de um determinado sítio onde é organizada a festa.
 
Divirtam-se e divirtam, com conta, peso e medida!